28.2.10

Inaugur-Ação.  

1 x23 comentários

Isto funciona em toda parte, ás vezes sem parar, ás vezes descontínuo. Isto respira, isto esquenta, isso come. Isto caga, isto fode. Que erro ter dito o isto. Em toda parte são máquinas, de maneira nenhuma metaforicamente, máquinas de máquinas, com seus acoplamentos, suas conexões. Uma máquina-órgão é ligada em uma máquina fonte: uma emite um fluxo que a outra corta. O seio é uma máquina que produz leite, e a boca, uma máquina acoplada nela. A boca do anoréxico hesita entre uma máquina para comer, uma máquina anal, uma máquina para falar, uma máquina para respirar (crise de asma). É por isso que somos todos bricoleurs, cada um suas pequenas máquinas. Uma máquina-órgão para uma máquina-energia, sempre fluxos e cortes.



O Anti-Édipo, Gilles Deleuze



1 x23 comentários: to “ Inaugur-Ação.


  • 28/2/10 14:36  

    UHUUUUUUUUUUUUUUU!!!

Related Posts with Thumbnails